Vida de empreendedor em Portugal – O que eles não te dizem

Pois é. Resolvi ser empreendedor em Portugal. Tudo funcionou bem no primeiro ano. No segundo, tivemos problemas com clientes que não pagavam pelos trabalhos realizados. No terceiro, não consegui mais pagar os fornecedors e a coisa deu para o torto…

Em resumo, tive de fechar a empresa. O problema é que os emprestimos bancários foram todos com “aval pessoal”. Isso significa que a empresa se foi, mas as dividas ficaram.

Agora pelos proximos 20 anos tereis as dividas às costas…

Que merda… 🙁

Leave a Reply